DISCIPLINA E AMOR

A reestruturação da sociedade está nas mãos da família; e para isso há dois pilares fundamentais: AMOR E DISCIPLINA.

Quando se trata da educação de filhos faz-se necessário AMOR sem possessividade, AMOR incondicional, concentrado, direcionado; AMOR que se manifesta por contato visual, físico. Isto é AMOR semelhante ao AMOR de Deus, que traz consigo o impulso da doação e o desejo da comunhão. Esse AMOR é benigno, é paciente, comprometido com a verdade, pronto a sofrer e suportar o que for necessário – Ico.13.4-7.

A DISCIPLINA fornece normas para a conduta da criança de modo que ela possa, através do comportamento, externar os princípios escondidos no coração. A mesma inclui, também a correção que quando feita com AMOR só faz bem. É como um remédio amargo que embora, desagradável, traz-nos o seu grande benefício. Não estou falando da CORREÇÃO com violência, acompanhada de raiva, ódio, desequilíbrio; estou falando da CORREÇÃO acompanhada de amor verdadeiro.

O corretivo deve ser uma pena aplicada à criança, proporcional a falta cometida, com absoluta justiça. Se o aplicativo for maior que o delito cometido pela criança, temos abuso de autoridade; se for menor, temos impunidade. Os pais ou responsáveis devem funcionar como um pequeno tribunal levando a criança a refletir sobre seus atos inconvenientes. Que seja, a família a responsável pela correção dos filhos, para que não sejam necessárias as sentenças de prisão, de regeneração.

Quantas vezes nos deparamos com crianças sem qualquer limite; que não sabem obedecer, não sabem esperar a vez, extremamente ansiosas, imediatistas. O que fazer? Acriança não nasce assim, ela nada mais é que um produto do meio em que vive. Quantas vezes os pais resolvem suas diferenças na frente da criança!! Quantas vezes o pai diz sim, a mãe diz não ou vice-versa!! Quantas vezes os pais pregam um discurso enquanto suas atitudes são completamente opostas!! E a criança?? Como fica em meio a essa “bagunça”? Pense nisso.

Hoje, infelizmente, se tornou comum a separação de casais. Porém a conseqüência é desastrosa para aqueles que não têm maturidade para compreender que marido deixa de ser marido, esposa deixa de ser esposa, mas filhos nunca deixam de ser filhos, pais nunca deixam de ser pais.

Quantas vezes queremos culpar os governantes, os policias, o vizinho, a professora, a escola pelos desajustes da sociedade, pela falta de educação!

A hora não é de procurar culpados e sim de agir dentro de nossa casa, no dia a dia, nas pequenas atitudes, nos mas simples conselhos: “Não roubarás”, “Devolva o lápis do coleguinha”, “Esse apontador não é seu minha filha”, “Peça desculpas”, “Diga obrigado”, “Cumprimente as pessoas”, “Organize seu quarto” …Precisamos resgatar os já esquecidos, porém, fundamentais VALORES.Podemos mudar essa situação caótica da sociedade, podemos sim!! Acredite!!

Podemos fazer com que nossos pequenos sejam grandes, só depende de nós!

A RODA VIDA – SHOPPING DA CRIANÇA tem como principal missão auxiliar no desenvolvimento físico, intelectual e emocional das crianças. Por isso trabalha com produtos de alta qualidade, profissionais capacitados e ainda conta com orientação psicopedagógica visando a estimulação significativa do crescimento das crianças desde o nascimento, sempre defendendo o lema de que NADA É TÃO SÉRIO QUANTO UMA CRIANÇA BRINCANDO!

                                                                                                                                              Nilfa Prado
                                                                                                                 Psicopedagoga e Empresária